Baile encerra os Jogos da Pessoa Idosa do Recife

20
0
COMPARTILHAR

Os cerca de 900 inscritos participaram da festa de encerramento promovida pela Prefeitura do Recife, após nove dias de atividades esportivas. (Foto: Antônio Tenório/PCR)
Um grande baile marcou o encerramento, nesta terça-feira (26), dos nove dias de programação da 10ª edição dos Jogos da Pessoa Idosa do Recife, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no bairro das Graças. Os cerca de 900 inscritos receberam medalhas pela participação nas atividades promovidas pela Prefeitura do Recife, através da Secretaria Municipal de Turismo, Esportes e Lazer, com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife. Para estimular a reflexão sobre o processo de envelhecimento ativo e saudável, o tema desta edição dos jogos foi “Viver e não ter a vergonha de envelhecer feliz”.

Segundo a secretária-executiva de Esportes do Recife, Yane Marques, os Jogos da Pessoa Idosa conseguiram alcançar o objetivo de valorizar a qualidade de vida e estimular a prática esportiva e o bem-estar de pessoas com mais de 60 anos. “O público idoso só cresce e clama por atenção. O saldo da ação foi muito positivo pelo retorno que recebemos das pessoas. Batemos o recorde de inscrições com 900 participantes e todo mundo adorou. Vemos no rosto a alegria deles. Ficamos muito felizes com o resultado”, disse a gestora e pentatleta.

Distribuídos em 29 grupos, os atletas da boa idade puderam competir em 13 modalidades esportivas adaptadas: voleibol, basquete, handebol, futsal, atletismo, arremesso de pelota, estafeta, dominó, dama, golfe, hóquei, boliche, arremesso de arco e tiro ao alvo. Os inscritos ainda participaram de oficinas culturais, esportivas e de lazer; cine debate, rodas de diálogo, caminhada e mostra cultural.

“Tivemos o cuidado de adaptar cada uma das modalidades esportivas às limitações deles. Ainda conseguimos tratar a temática do envelhecimento ativo e incentivar a autonomia, com um envolvimento grande dos grupos. Estou há dez anos na área de esportes da Prefeitura do Recife e vejo que os Jogos da Pessoa Idosa vêm melhorando a cada ano”, avaliou a coordenadora da 10ª edição do evento, Andréa Manta.

O Grupo Alegria de Viver, do Sancho, comemorou o primeiro lugar geral nas competições. “Não costumamos fazer muito exercício, então achamos ótimo quando temos a oportunidade de praticar algum esporte. Gostamos muito de participar dos Jogos da Pessoa Idosa. Essa foi a quarta vez que fomos. As 35 idosas do grupo adoram, ficam eufóricas e contam os dias pra participar. Isso levanta a autoestima delas e todas se divertem”, contou a representante do Grupo Alegria de Viver, Vera Nunes.

Severina Helena da Silva, 73 anos, do Grupo Joia Rara, da Várzea, disse que não perde os Jogos da Pessoa Idosa por nada. “Faço exercício na Academia Recife do Parque da Jaqueira e faço ioga no Grupo Joia Rara. É bom pra saúde e pra memória. E amo participar dos Jogos da Pessoa Idosa”, afirmou dona Severina, enquanto dançava no meio do salão, ao som da Orquestra Viena.

SEM COMENTÁRIOS