Carro de deputado do governo é crivado de balas em assalto no Pina

58
0
COMPARTILHAR

Carro do deputado Romário Dias, da base do Governo Paulo Câmara, crivado de balas na principal avenida do Pina, Zona Sul do Recife. (Foto: Reprodução/Facebook/Deputado Edilson Silva)
“Ontem o carro de um colega deputado aqui da Alepe foi crivado de balas, em meio a um assalto “num bairro de Paris”, mais conhecido como Pina. Todos estão bem, ninguém se feriu gravemente, felizmente. Minha cunhada teve três celulares roubados em menos de dois meses. O promotor público Ugiete foi assaltado numa saída de banco em frente ao Palácio do Governo. O carro do Secretário das Cidades foi roubado na Imbiribeira. Agora, o carro e o motorista de um deputado são alvos desta ação da criminalidade.

E aí, governador? E aí, Secretário de Defesa Social e de Planejamento? Continuam se sentindo seguros em Pernambuco? Ou vão admitir que a situação é grave e convocar a sociedade para conversar a respeito e construir uma política de Segurança efetiva para o Estado? Estamos aguardando a humildade do governo para abrir um processo de diálogo.”

Foi com esse post do deputado Edilson Silva (PSOL) em sua página no Facebook que a população de Pernambuco ficou sabendo, somente nesta sexta-feira (11), de um tiroteio ocorrido na noite de quarta-feira, na porta de uma farmácia na Avenida Herculano Bandeira, no Pina, Zona Sul do Recife, cujo alvo foi o carro do deputado estadual Romário Dias (PSD), da base do Governo Paulo Câmara, que ficou crivado por uma saraivada de balas.

O deputado havia entrado na farmácia e seu motorista, um policial militar, o aguardava no carro, que teria saído em defesa de uma mulher que estava sendo assaltada à sua frente. Armado, ele teria reagido ao assalto, quando foi alvejado pelo bandido. O motorista sofreu ferimentos de raspão, o ladrão fugiu, e carro do deputado virou uma peneira.

Como referiu-se o deputado Edilson Silva em seu post, esta semana o secretário estadual das Cidades teve seu carro roubado na Avenida Imbiribeira, enquanto sua cunhada teve três celulares roubados. A violência, como se vê, deixa cada vez mais as ruas para entrar no Governo de Pernambuco pela porta da frente.

SEM COMENTÁRIOS