Olha!Recife deste sábado passeia nas praças de Burle Max

12
0
COMPARTILHAR

Olha!Recife faz roteiro especial em homenagem ao paisagista Burle Marx , como a Praça do Arsenal.
Como parte da Semana Burle Marx 2017, iniciativa da Prefeitura do Recife, o Olha!Recife deste sábado (12) vai passar por alguns dos principais pontos da cidade projetados pelo renomado arquiteto, paisagista e artista plástico Roberto Burle Marx. O roteiro de ônibus passará por seis praças da capital pernambucana. Estão contempladas as praças do Arsenal, de onde sai o passeio, Praça da República, Praça do Derby, Praça Euclides da Cunha, Praça de Casa Forte e Praça Farias Neves. Além deste roteiro especial, mais dois passeios temáticos a pé acontecerão nos próximos domingo (13) e quarta-feira (16).

Olhando do alto, os campanários das igrejas despontam na paisagem do Centro do Recife. No tempo da colonização, os templos tornaram-se muito mais do que um espaço de profissão de fé e encontro social, mas também eram importantes pontos de referência em meio às ruas estreitas e sinuosas da época. Para conhecer melhor a história desses locais, o Olha!Recife a pé vai explorar seis pátios e igrejas neste próximo domingo (13).

Os visitantes passarão pela Praça Dezessete, onde está a Igreja do Divino Espírito Santo; a Rua Estreita do Rosário e a Igreja do Rosário dos Pretos; Pátio do Livramento e a Igreja do Livramento do Pardos; Pátio do Carmo e as Basílica do Carmo e Santa Tereza; Pátio de São Pedro, e a Concatedral de São Pedro; e Praça Dom Vital, local que abriga a Basílica da Penha. A saída do roteiro é da Praça do Arsenal, às 9h.

Na quarta-feira (16), é a vez do Museu do Estado, um dos mais importantes da cidade, entrar no roteiro do projeto. Além de contar com uma moderna galeria, o local ainda possui um casarão ricamente ornamentado com mobília e decoração da época dos engenhos pernambucanos. Desta vez, a saída do passeio será na Capela do Parque da Jaqueira, às 14h.

Todos os roteiros são gratuitos, com 70 vagas cada. As inscrições acontecem a partir de amanhã (11), no site www.olharecife.pe.gov.br. A Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer do Recife, organizadora do projeto, orienta os participantes a doar um quilo de alimento não-perecível. A cada três meses as doações são direcionados para instituições sem fins lucrativos.

Serviço:

Olha! Recife de Ônibus (sábado)
Circuito Burle Marx
Dia: 12/08
Hora: 9h
Local: Praça do Arsenal – Centro de Atendimento ao Turista (CAT)
Olha! Recife a Pé (domingo)
Campanários das igrejas do Centro do Recife
Dia: 13/08
Hora: 9h
Local: Praça do Arsenal – Centro de Atendimento ao Turista (CAT)
Olha! Recife a Pé (quarta)
Capela do Parque da Jaqueira
Dia: 16/08
Hora: 14h
Local: Praça do Arsenal – Centro de Atendimento ao Turista (CAT)

História das praças que estão no Roteiro Burle Marx:

Praça do Arsenal – Depois da Praça do Marco Zero, a Praça do Arsenal da Marinha é considerada a mais importante do Recife Antigo. Ela abriga o busto do Almirante de Tamandaré, considerado patrono da Marinha Brasileira. Seu nome verdadeiro, Praça Arthur Oscar, foi dado em homenagem ao general que comandou a quarta e última expedição contra o Arraial de Canudos. Depois da revitalização do bairro da década de 1990, o local passou a ser ponto de encontro e centro de diversão para as famílias.

Praça da República – A Praça da República está situada no extremo norte da Ilha de Santo Antônio entre as margens do Rio Capibaribe e próxima à Praça da Independência. No século XVII, tratava-se de um espaço muito apreciado pelo Conde Maurício de Nassau que, nela, em 1642, construiu o Palácio de Friburgo, ou das Torres, onde mantinha um parque zôo-botânico.Um relevante conjunto de prédios, monumentos, estátuas e árvores estão presentes à sua volta, como o Palácio do Governo, o Teatro Santa Isabel e o Palácio da Justiça.
Praça do Derby – A praça está localizada no bairro do mesmo nome. No local existiu um hipódromo e, depois, o Mercado Coelho Cintra e um hotel, construídos por Delmiro Gouveia. Em 1937, o paisagista introduziu linhas curvas ao traçado de linhas retas e ampliou a Ilha dos Amores.

Praça Euclides da Cunha – Idealizada como um jardim ecológico que reunisse plantas da caatinga nordestina e espécies arbóreas do semiárido, o projeto de Burle Marx foi resultado da aplicação das experiências feitas durante as suas primeiras excursões ao sertão de Pernambuco.
Praça de Casa Forte – Foi construída em 1935 na campina do antigo Engenho Casa Forte, edificado em meados do século XVI e onde, em 1645, aconteceu a batalha da Casa Forte – luta campal entre portugueses e holandeses. No local, Burle Marx criou o jardim aquático, constituído por três lagos, em perfeita harmonia com esse conjunto edificado.
Praça Farias Neves – Está localizado na porta de entrada do Horto, do Zoológico e da Mata de Dois Irmãos, a mais conservada reserva de Mata Atlântica do Recife.

SEM COMENTÁRIOS

COMENTE ESTA NOTÍCIA