Prefeitura do Recife lança edital para contratar 15 veterinários

57
0
COMPARTILHAR

Os profissionais vão trabalhar no Hospital Veterinário do Recife e nas ações da Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais. As inscrições começam na próxima segunda, 14. (Foto: Luciano Ferreira/PCR)
A Prefeitura do Recife inicia, nesta quinta-feira (10), o processo seletivo para contratar 15 médicos veterinários para o Hospital Veterinário do Recife (HVR), localizado no bairro do Cordeiro, e para atuação nas ações realizadas pela Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais (Seda). O edital da seleção pública simplificada foi publicado no Diário Oficial do Município desta quinta-feira (10). O certame será realizado por meio de avaliação curricular, com exigência de experiência profissional de pelo menos três anos. As inscrições serão nas próximas segunda (14) e terça (15).

São quatro vagas para clínicos, seis para cirurgiões, duas para patologistas, duas para anestesistas e uma para radiologista. A carga horária mínima será de 30 horas semanais, e o salário será de R$ 4.600,76. Os candidatos precisarão preencher um formulário de inscrição e elaborar o currículo conforme o modelo pedido pela Seda. Os documentos deverão ser levados presencialmente à Secretaria, que fica no 5º andar do edifício-sede da Prefeitura do Recife, localizado na Avenida Cais do Apolo, n° 925, Bairro do Recife, das 8h às 12h.

Os contratos temporários serão válidos pelo prazo de um ano, podendo ser prorrogados por mais um ano. O resultado preliminar da seleção será divulgado no dia 31 de agosto, e o final no dia 14 de setembro, no site da Prefeitura e no Diário Oficial. Os candidatos devem ficar atentos à divulgação dos resultados e às convocações.

O HOSPITAL

O Hospital Veterinário do Recife realizou mais de 5.200 atendimentos desde o dia 12 de junho – mais de mil além do previsto por causa da grande procura da população devido à histórica demanda reprimida. A previsão inicial era de cerca de cem atendimentos de cachorros e gatos por dia útil, entre consultas ambulatoriais e emergenciais, castração, vacinação e cirurgias.

Para beneficiar, sobretudo, a população de baixa renda, a primeira unidade de saúde veterinária pública do Norte-Nordeste iniciou os atendimentos com três consultórios, uma sala de cirurgia, sala de pós-operatório, sala de vacinação, laboratório e sala de diagnóstico por imagem. A obra, prevista no programa de governo do prefeito Geraldo Julio, teve custo de R$ 1,5 milhão, em recursos próprios do município. Neste primeiro momento, a unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Quem tem bichos de estimação pode agendar as consultas através dos telefones 3355-9415 e 3355-8179, também em horário comercial. Já para agendar a castração do animal, o tutor deve ligar para os telefones 3355-8639 e 3355-9413, nos três primeiros dias úteis de cada mês. A Seda, oferta 50 vagas diárias para castração gratuita de cachorros e gatos.

Para os casos de emergência, não é necessário agendamento prévio, mas o animal passa por uma triagem feita por um médico veterinário, que avalia se o caso é realmente grave ou se pode ser marcado. O adulto responsável pelo animal deve levar comprovante de residência, já que a unidade é para os cachorros e gatos do Recife.

De acordo com o cronograma de funcionamento divulgado na inauguração, o Hospital Veterinário passará a oferecer, até o fim do ano, exames laboratoriais e de ultrassom, além de atendimentos especializados, como cirurgias ortopédicas.

A inauguração da unidade consolida a política pública de defesa dos animais que vem sendo implementada pela Prefeitura do Recife desde 2013, quando o prefeito Geraldo Julio criou a Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais. Desde então, a Seda realizou cerca de 14 mil castrações gratuitas de cachorros e gatos; fez mais de seis mil consultas clínicas em mais de 30 mutirões do projeto Veterinários nos Bairros e já promoveu a adoção de cerca de mil caninos e felinos nas feiras de adoção em diferentes locais da cidade do Recife. Já foram realizadas também cerca de 500 palestras educativas sobre direitos dos animais nas escolas da rede pública e particular de ensino da capital pernambucana.

SEM COMENTÁRIOS