“Mundo ao redor” retorna ao Recife a partir de 1º de setembro

51
0
COMPARTILHAR

A coreógrafa Adriana Carneiro reestreia, na cidade, em 1º de setembro, com o espetáculo de dança contemporânea que trabalha interação de imagens em tempo real. (Foto: Djalma Lima)
O espetáculo de dança Mundo ao Redor de Adriana Carneiro retorna a Recife, com nova temporada, a partir do dia 1º de setembro. A concepção do espetáculo se baseia no trabalho da aceitação do corpo como parte integrante de um sistema que abriga pessoas, corpos e coisas. Por intermédio do edital Funcultura Geral, o espetáculo ficará em cartaz durante todas as sextas-feiras de setembro (01, 08, 15, 22 e 29), a partir das 20h, no Teatro Barreto Júnior, que fica na Rua Estudante Jeremias Bastos, s/n, bairro do Pina, Recife. Os ingressos custam R$10, com direito a meia entrada, e estarão disponíveis na bilheteria do teatro a partir das 19h, sempre nos dias de espetáculo.

Mundo ao redor é construído com fusão de linguagens que envolvem fluxos de movimentos, palavras, projeção e interação de imagens. Adriana Carneiro, idealizadora, intérprete e coreógrafa do espetáculo, trabalha em um tom intimista as expressões corporais. “São imagens cotidianas do Recife as que são trabalhadas no espetáculo, projetadas em uma grande tela, interagindo e dialogando com o corpo transeunte, o corpo a corpo, o corpo sistema. Essas imagens, que representam um sistema que agrega corpos, são a inspiração para pensar nos movimentos desse corpo, criando assim, a dança do indivíduo”, explica ela.

Com produção executiva de Nadja Lins, o solo é realizado com áudio descrição, para pessoas com deficiência visual. Em seis anos, Mundo ao Redor já fez temporadas nacional, pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna, e regional, passando por lugares como Surubim, Arcoverde, Goiana, Tocantins e Goiás.

Mundo ao Redor – foi concebido em 2011 com uma ideia base na Teoria de Unwelt – palavra alemã que significa ambiente. A Teoria indica que a mente e o mundo são inseparáveis, por que é a mente que interpreta o mundo, segundo o biocemioticista Jacob Von Uexkül. “A partir desta perspectiva, observando o corpo ligado a este raciocínio, denominei-o corpo pensante, também criador do seu próprio Umwelt. Subjetivamente, este Umwelt é também uma parte do Recife, é uma parte do criador intérprete e de todos em sua volta, mas pode ser em qualquer outro lugar no mundo e também, a partir da relação em que o homem faz da sua própria consciência e percepções diversas, advindas do seu próprio entorno”, explica Adriana Carneiro. O espetáculo estreou em 2012, na Casa Mecane, em Recife, e foi premiado em 2009 com o Fomento às Artes Cênicas, através do SIC Municipal e Secretaria de Cultura da Cidade do Recife. Em 2015, cumpriu temporadas nacional, pelo Prêmio Funarte de dança Klauss Vianna, e regional visitando lugares como Surubim, Arcoverde, Goiana e Tocantins. É um produto conceitual criado, também, com este propósito de interagir com a sociedade através das artes. Comunica-se pela versatilidade que a temática oferece com interação midiática de software livre, e a dança em tempo real. A obra, já foi apresentada ao público em circulação nacional pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna em parceria com o SESC-GO e SESC-TO, bem como em Manaus, no Mova-se Festival de Dança de Manaus, e em Goiânia, na Mostra de Dança Manga de Vento que ocorreu no Teatro Centro Cultural da UFG (Universidade Federal de Goiás).

Adriana Carneiro – pernambucana formada em Tanzpädagogik pelo Konservatorium Wien Privatuniversität, em Viena. Entre 2008 e 2009 estrelou o solo Estação, apresentado no 14º Festival Internacional de Dança do Recife. Em 2009, produziu o vídeo dança Degraus, exibido no Seminário Interseções Corpo e Olhar, no Centro de Arte e Comunicação da UFPE, no Cinema da Fundação Joaquim Nabuco, na PlayRec, no Cine Teatro Apolo e no Festival de Inverno de Garanhuns. De 1999 a 2006, trabalhou no Tanztheater LUZ em Viena, do qual foi criadora. Lá, participou de outras produções como Strassenkinder, Schale & Kern e Der Weg auf dem Weg.

Serviço:

O quê: Espetáculo de dança Mundo ao redor

Quando: Todas as sextas-feiras de setembro (01, 08, 15, 22 e 29), a partir das 20h

Onde: Teatro Barreto Júnior (Rua Estudante Jeremias Bastos, s/n, bairro do Pina, Recife)

Entrada: R$10 / meia entrada: R$5 (ingressos disponíveis a partir das 19h nos dias de espetáculo)

Categoria: Livre

Contato: (81) 3355.6398 / 3699

Por Clara Albuquerque

SEM COMENTÁRIOS