Olha Recife toma o itinerário de Pasárgada com Manuel Bandeira

48
0
COMPARTILHAR

Escultura de Manuel Bandeira, na Rua da Aurora: Projeto Olha Recife em busca do tempo perdido no Itinerário de Pasárgada do poeta pernambucano.
Vários locais do Recife lembram o poeta pernambucano, Manuel Bandeira. Sua obra falou de fatos cotidianos, por vezes com humor e ironia e os seus poemas marcaram época. O poeta, inclusive, foi considerado o precursor do Movimento Modernista no Brasil. Por esses e tantos motivos, o artista foi escolhido para o novo roteiro literário de ônibus do Olha!Recife deste sábado (26). São 70 vagas gratuitas e as inscrições acontecem amanhã (25), a partir das 9h no site www.olharecife.com.br. A iniciativa é da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer.

O passeio passará pela estátua do poeta na Rua da Aurora, pertencente ao Circuito da Poesia, pelo Espaço Pasárgada, centro cultural onde residiu o avó de Bandeira, pela Casa Manuel Bandeira, local onde nasceu o poeta, pelo Jardim do Baobá, à beira do Rio Capibaribe que delineou muitas de suas obras e será finalizado na Academia Pernambucana de Letras, onde os participantes poderão assistir a declamações dos principais poemas do artista.

Relógios

Algumas antigas edificações são verdadeiros marcos da paisagem recifenss. Muitas possuem nas torres ou no alto das fachadas alguns relógios, que lembravam aos passantes a hora de seus compromissos, do próximo trem ou mesmo da próxima refeição. Os relógios do Recife são verdadeiras relíquias do tempo e por isso, o Olha Recife a pé fará uma caminhada para observar essas antigas peças. Entre as paradas, estão a Torre Malakoff e a Antiga Sede do Diário de Pernambuco. O passeio acontece no domingo (27), às 9h, com 70 vagas. Inscrições amanhã (25), no site do Olha!Recife.

Basílica da Penha

O roteiro da próxima quarta-feira (30), conhecerá a imponente Basílica da Penha, construída pelos capuchinhos no século XVII. Ao longo do tempo, a igreja passou por várias transformações e no século XIX, foi ampliada e ganhou o seu aspecto atual. No templo, o destaque são as colunas e altares em mármore italiano, o douramento nas talhas de estuque e os grandes capitéis e afrescos de Murillo La Greca e Domenico Botazzi. O valioso conjunto de esculturas sacras do local serão apresentados em visita guiada ao templo, que é também sede da tradicional Bênção de São Félix. O passeio sai às 14h, com 70 vagas. Inscrições amanhã (25), no site do Olha!Recife.

SEM COMENTÁRIOS