Servidores da Prefeitura do Recife ganham espaço de leitura e troca de livros

51
0
COMPARTILHAR

Leia e troque Projeto de leitura da PCR (Foto Antonio Tenório/PCR)
A partir desta sexta-feira (1º), servidores da Prefeitura do Recife vão poder potencializar a leitura trocando livros em bom estado por outros sem pagar nada por isso. Quase todo mundo tem aquele livro que garantiu ótimas experiências imaginárias, mas que ficou estocado no armário. Agora, esse exemplar pode ser trocado por outro em bom estado sem ninguém ter que se deslocar muito para isso. Logo na entrada principal no edifício sede da Prefeitura, na Avenida Cais do Apolo, no Recife Antigo, acontecerá mensalmente o Leia e Troque, o espaço de leitura e troca de livros da Prefeitura, realizado dentro do programa Servidor de Valor, da Secretaria de Planejamento, Administração e Gestão de Pessoas.

Com pufes e banquinhos estrategicamente posicionados ao redor de estantes repletas de livros, o espaço Leia e Troque estará montado sempre nas primeiras quintas e sextas-feiras de cada mês. Excepcionalmente em setembro, o espaço ficará disponível também na próxima segunda-feira (4). “Essa é uma ação que tem um objetivo muito nobre que é despertar a vontade de ler e de trocar livros, promovendo ainda uma troca de experiência entre os servidores da Prefeitura”, destacou o secretário executivo de Administração e Gestão de Pessoas do Recife, Carlos Muniz.
Já no primeiro dia de realização o Leia e Troque agradou os servidores.

É o caso da assistente jurídica da Procuradoria Geral do Município Mariucha Porfírio, de 35 anos. Leitora apaixonada, ela já ficou atenta aos informativos que avisaram sobre o projeto e juntou cinco livros que ela já leu para trocar por outros cinco durante o evento. “Eu estava ansiosa para conhecer esse espaço e fiquei muito contente com o que vi. As pessoas não têm muito hábito de ler e agora acho que elas vão ter a oportunidade de se deliciar com a leitura de forma mais prática, já que o espaço fica dentro do próprio ambiente de trabalho. Ninguém tem desculpa para não participar”, brincou.

A digitadora também da Procuradoria Cinthya Alexandre, de 31 anos, acredita que o projeto vai ajudar a resgatar esse hábito. “É muito legal porque mesmo quem não lê muito assiduamente tem aquele livro que gostou, mas que só leu uma vez e deixou guardado no armário. Então, agora é a chance que a pessoa tem de trocar esse livro por outro e quem sabe gostar também, não é?”.
Encabeçado pela Escola de Governo, que é vinculada à Secretaria Executiva de Administração e Gestão de Pessoas, o Leia e Troque contou também com apoio de diversos órgãos da PCR, em especial a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer e a Autarquia de Limpeza Urbana (Emlurb), entre outros parceiros. O projeto Leia e Troque chegou para incentivar a leitura e a troca de livros entre todas as pessoas que trabalham na gestão. É importante ressaltar que não será permitida a troca de livros didáticos, rasgados, rasurados ou mofados.

SEM COMENTÁRIOS