Governo antecipa 13º salário para servidor atingido por enchentes

14
0
COMPARTILHAR

O governador Paulo Câmara anunciou a antecipação do 13º durante reunião com deputados federais (Foto: Aluísio Moreira/SEI)
pelas enchentes de maio e declaradas em “Situação de Emergência”. O pagamento será feito no contra-cheque que será pago no dia 29 de junho e além dos servidores também vai ajudar o comércio dos municípios ao injetar R$ 8 milhões na economia.

O anúncio do benefício foi feito pelo governador nesta quinta-feira (15), , no Palácio do Campo das Princesas, durante durante reunião com a Comissão Especial da Câmara dos Deputados de Acompanhamento das Enchentes.

“O adiantamento de 50% do 13º salário é muito importante para as famílias neste momento de emergência. Estamos fazendo tudo ao nosso alcance para que estes municípios afetados pelas chuva retomem seu dia a dia, o comércio e as escolas voltem a funcionar, os alunos retomem as aulas e os hospitais retomem atendimentos, como vem acontecendo aos poucos. Já fizemos a antecipação do pagamento do Chapéu de Palha e agora vamos adiantar metade do 13º. É um esforço grande que estamos fazendo nas contas do Estado, neste momento de crise econômica, mas que o nosso povo merece, precisa e é isso que esperam de nós, governantes”, afirmou Paulo Câmara.

A antecipação da gratificação natalina será concedida exclusivamente aos servidores, empregados públicos e militares do Estado, ativos, aposentados e pensionistas do Poder Executivo Estadual residentes nos referidos municípios com Situação de Emergência declarada mediante decreto, a saber: Água Preta, Amaraji, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Escada, Gameleira, Jaqueira, Joaquim Nabuco, Lagoa dos Gatos, Maraial, Palmares, Primavera, Quipapá, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Tamandaré e Xexéu.

A medida anunciada nesta quinta-feira por Paulo Câmara soma-se às que já foram adotadas pelo Governo de Pernambuco dentro da Operação Prontidão, criada para atender de imediato e amenizar os danos causados à população: postergação da cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) para os comerciantes das áreas atingidas; o cancelamento da cobrança da conta de água para os locais abastecidos pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa); e a antecipação do pagamento do Programa Chapéu de Palha para as modalidades de pesca e cana-de-açúcar.

BALANÇO

O Gabinete de Crise, que cuida da Operação Prontidão, registrou um total de 2.064 pessoas desabrigadas e de 33.779desalojadas. Ao todo, já foram distribuídos 150.400 metros quadrados (m²) de lonas; 10.355 kits dormitórios; 9.771 colchões; 197,7 toneladas de alimentos; 237.580 litros de água; 8.849 kits de limpeza; 3.350 kits de higiene; e 96,8 toneladas de roupas. Foram implantados 19 escritórios locais em 25 municípios mais atingidos pelas chuvas.

No momento de maior demanda da Operação Prontidão, o efetivo diário da força de segurança chegou a 484 homens, entre profissionais da Defesa Civil, PMPE, CBMPE, Exército, Aeronáutica e Marinha. Foram usadas 2 aeronaves do Estado e 3 das Forças Armadas para salvamento, resgate e distribuição de alimentos e água; 99 máquinas alocadas nos municípios para auxiliar na limpeza das cidades; e 28 carros pipas. Um Hospital de Campanha foi instalado em Rio Formoso e 19 equipes da Secretaria Estadual de Saúde estão atuando nos municípios.

O trabalho do Gabinete de Crise, instalado no segundo andar do Palácio do Campo das Princesas, segue a todo vapor desde o dia 30 de maio. As doações do Estado e empresas parceiras são encaminhadas diariamente para as cidades atingidas. A equipe desta força-tarefa acionada para atender de imediato a população é composta por técnicos das Secretarias/Órgãos: SEPLAG, CAMIL, CODECIPE, SECHAB, SDS, SES, SETRA, SDSCJ, SAD, SCGE, PGE, SECID, COMPESA, APAC E SERH.

O Governo de Pernambuco decretou Estado de Emergência em 27 municípios (Decretos nº 44.491/2017, nº 44.492/2017 e nº 44.531 /2017). São eles: Amaraji, Água Preta, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Catende, Cortes, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul, Barreiros , Gameleira, Caruaru, Ipojuca, Joaquim Nabuco, Jurema, Lagoa dos Gatos, Primavera, Quipapá, Sirinhaém, Tamadaré, Xexéu, São José da Coroa Grande, Bonito e Escada.

PARCEIROS

A Coca-Cola doou 25 mil litros de água; a Celpe 500 geladeiras; a Brasil Kirin 20.592 litros de água; a Tupan 200 botas galocha, a Sobral Calçados mais de 100 pares; a Vitarella 13 toneladas de biscoito e 1 tonelada de macarrão; a ASA 20 fardos fraldas e 20 caixas de absorventes; a Baby Roger 320 pacotes de fraldas; a SELMI 23 toneladas de alimentos (macarrão e bolacha); a Brilux 10 caixas de detergente e 70 de água sanitária; a Even 10 caixa de creme dental e 20 de sabonete; a FEDEX disponibilizou caminhões; a TUTANAT 200 cosméticos de higiene pessoal; a Flamin corte de lençóis e roupas infanto-juvenil; a Studio Zero: 450 peças de roupas e a Eta 1.200 garrafas de 2 litros de suco e 262 sacos de leite em pó.

SEM COMENTÁRIOS

COMENTE ESTA NOTÍCIA