Nascem 90 tartarugas da espécie pente na Praia do Janga

688
0
COMPARTILHAR

Quatro espécies de tartarugas marinhas visitam a orla do Paulista para realizar desova
Quatro espécies de tartarugas marinhas visitam a orla do Paulista para realizar desova
O trabalho de monitoramento das tartarugas marinhas que realizam desova na orla do Paulista ganhou mais um capítulo nesta segunda-feira (02.03). Noventa animais da espécie “pente” nasceram nas últimas 24 horas na praia da Enseadinha, no bairro do Janga. A ação contou com a ajuda dos biólogos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMA). Eles garantiram que os bichinhos chegassem ao mar em segurança, evitando a interferência do homem (pescadores, banhistas, moradores) e dos predadores naturais.

Nesta manhã, os profissionais da prefeitura aproveitaram a oportunidade e abriram um dos cinco ninhos existentes no Janga para realizar um importante levantamento de dados. Além de identificar a espécie da tartaruga, a ideia é verificar a quantidade de ovos depositados, contabilizando aqueles que se desenvolveram e os que não eclodiram. Ao todo, 182 foram encontrados no local. O trabalho conta com o apoio da entidade não governamental Eco Associados.
A partir da identificação dos pontos de desova, as equipes da prefeitura passam a monitorar os ninhos diariamente. O período de incubação das tartarugas dura entre 45 e 60 dias. A intenção é descobrir o momento do nascimento das espécies para adotar medidas que minimizem os impactos da ação humana neste processo. Os animais levam, em média, 48h para saírem do ninho.

O aposentado Eduardo de Oliveira, 64 anos, costuma caminhar diariamente com a esposa na orla do Janga. O casal já colaborou, inclusive, com a indicação de um ponto de desova. “Nunca tinha visto uma tartaruga na faixa de areia. Foi uma coisa fantástica. Fiquei logo preocupado em comunicar as autoridades porque são animais muito frágeis” disse. A mulher dele, a aposentada Maria Inês Albuquerque, está satisfeita com a ação da prefeitura. “Ainda bem que ainda tem gente que se preocupa com a natureza. Essa é uma iniciativa muito importante”, frisou.

Os biólogos da Secretaria de Meio Ambiente acompanham atualmente 12 ninhos de tartarugas ao longo da costa marítima da cidade. Eles se concentram nas praias da Enseadinha e de Maria Farinha.

Visitantes ilustres – Quatro espécies de tartarugas marinhas visitam a orla do Paulista para realizar desova. São elas: Pente, Oliva, Cabeçuda e Verde. Esses animais possuem uma característica única na natureza, a filopatia. Isso significa que as tartarugas só colocam os ovos no mesmo local em que nasceram.

SEM COMENTÁRIOS