Náutico perde pênalti e interrompe reação na Série B

35
0
COMPARTILHAR

Com a derrota para o Ceará, o Náutico volta a interromper sua reação na Série B. (Foto: Thiago Gadelha/Diário do Nordeste)
O Náutico mais uma vez interrompeu sua reação na Série B do Campeonato Brasileiro e voltou a perder na 22ª rodada da competição, na noite desta sexta-feira no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, para O Ceará, por um a zero. O Timbu ainda desperdiçou um pênalti no segundo tempo em cobrança de Giovanni.

Depois de vencer o Figueirense na última rodada, o Timbu voltou a decepcionar e segue na vice-lanterna do campeonato, com apenas 17 pontos e quatro vitórias.

Enquanto o Ceará precisará apenas torcer por um tropeço do Vila Nova neste sábado, quando recebe o ABC no Serra Dourada, para permanecer em terceiro lugar, o Náutico terá de trabalhar dobrado se quiser se livrar do rebaixamento para a terceira divisão.

Cada vez mais perto do retorno á elite do futebol nacional, o Ceará tentará iniciar uma boa nova sequência de vitórias no próximo sábado, quando visita o Londrina, às 16h30 (de Brasília), no estádio do Café. Já o Náutico vai em busca de sua recuperação na tabela na próxima quarta-feira, contra o Brasil de Pelotas, às 21h45, na Arena Pernambuco.

O JOGO

O Náutico pouco conseguiu segurar o ímpeto dos donos da casa. Ciente da fraqueza do adversário e da importância de se aproveitar disso, o Ceará foi para cima dos rivais desde o início e logo abriu o placar com Lima, aos 13 minutos. Em cobrança de lateral, Elton protegeu da zaga, levou para a linha de fundo e cruzou fechado. Bastou a Lima apenas empurrar para o gol depois da falha conjunta do goleiro Jefferson e do lateral Henrique Ávila, que não conseguiram afastar o perigo.

Daí em diante o Ceará recuou um pouco mais e passou a administrar a partida. Esperando um novo vacilo do Náutico, o Vozão preferiu não ousar e seguiu trabalhando a bola, no entanto, com o passar dos minutos a partida acabou se tornando um pouco mais violenta. Ainda assim, o lado direito do ataque alvinegro era o caminho mais fácil para tentar ampliar o marcador.

Sem conseguir dar conta do setor, Henrique Ávila esteve muito perto de dar outro gol ao Ceará. Antes do apito final, aos 42 minutos, Elton recebeu lançamento, porém, o lateral-esquerdo do Náutico não afastou e a bola acabou sobrando para Lelê, que finalizou certeiro, forçando Jefferson a fazer uma importante defesa.

Já no segundo tempo foi o Náutico quem começou se impondo. Aos nove minutos, Manoel ajeitou de cabeça para o meio da área após cobrança de falta, mas Gilmar, que precisava apenas empurrar a bola para o fundo das redes, mandou por cima do gol. Ainda assim, o Timbu seguiu pressionando e no minuto seguinte ganhou um pênalti após Luiz Otávio cometer falta em Gilmar, que novamente apareceu na área com perigo. Giovanni foi para a cobrança, mas a fase do alvirrubro pernambucano realmente não é boa, e Éverson acabou caindo para o canto certo, fazendo a defesa e mantendo a vantagem do Ceará no placar.

Os lances em sequência que quase colocaram o Náutico em igualdade na partida pareceram ter dado confiança à equipe, que seguiu com uma postura bastante ofensiva. Aos 24 minutos os torcedores do Timbu tiveram de segurar o grito de gol mais uma vez. Após cobrança de falta de Giovanni, Breno ficou frente a frente com o goleiro Éverson, mas acabou finalizando errado e desperdiçando mais uma chance do time pernambucano.

Nos minutos finais o Náutico ainda tentou buscar o gol que durante toda a partida teimou em não sair. Empenho não faltou, porém, a falta de qualidade técnica da equipe pesou nos lances decisivos. Bastou ao Ceará se fechar ainda mais nos últimos lances para não permitir novas chegadas perigosas dos rivais e confirmar sua 11ª vitória na competição.

FICHA TÉCNICA

CEARÁ 1 X 0 NÁUTICO

Local: Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE)
Data: 25 de agosto de 2017, sexta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (CBF-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (CBF-RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior

Cartões amarelos: Pedro Ken, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Richardson (Ceará); Giovanni e Amaral (Náutico)
GOLS: Lima, aos 13 minutos do 1ºT (Ceará)

CEARÁ: Éverson; Tiago Cametá, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Richardson, Pedro Ken, Ricardinho (Cafu) e Lima; Lelê (Rafael Carioca) e Elton (Arthur).
Técnico: Marcelo Chamusca

NÁUTICO: Jefferson; Joazi, Breno, Feliphe Gabriel e Henrique Ávila (Bruno Mota); Amaral, Diego Miranda, William Schuster e Giovanni; Iago (Vinícius) e Gilmar.
Técnico: Roberto Fernandes

DA GAZETA PRESS

SEM COMENTÁRIOS