Paulo busca recursos do BNDES para obras contra enchentes

54
0
COMPARTILHAR

Durante reunião com o novo presidente do banco, Paulo Rabello de Castro, o governador também tratou
do alongamento da dívida com a instituição financeira aprovado em 2016 (Foto: Humberto Pradera/Divulgação)
O governador Paulo Câmara teve, nesta quarta-feira (14.06), a primeira reunião de trabalho com o novo presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro. A pauta da reunião tratou do empréstimo que o Governo de Pernambuco está negociando com a instituição (no valor de R$ 600 milhões), já autorizado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN) – para execução de obras de prevenção de enchentes – e o alongamento da dívida do Estado com o banco.

Paulo fez uma apresentação a Rabello de Castro com detalhes do ajuste fiscal que a sua gestão fez a partir de janeiro de 2015, além de elencar as principais ações e programas do Governo de Pernambuco. “Nossa prioridade é continuar investindo. Em dois anos e cinco meses de Governo, conseguimos investir cerca de R$ 3 bilhões, isso em plena crise econômica”, informou o governador. Paulo também lembrou que Pernambuco alcançou resultados na educação, como o primeiro lugar no IDEB, fruto de investimentos realizados desde 2007.

“O presidente Paulo Rabello tem conhecimento do trabalho que estamos desenvolvendo em Pernambuco e assegurou que vai trabalhar para que, especialmente a questão das operações de crédito seja, de fato, efetivada”, afirmou Paulo Câmara, acrescentado que o dirigente do BNDES elogiou, entre outros aspectos, os avanços obtidos na Educação. “Todos essas pautas de Pernambuco já estão sendo tratadas pela equipe técnica do BNDES, mas achei importante detalhar pessoalmente as demandas de Pernambuco. Nosso Estado estabeleceu uma parceria bastante efetiva com o banco nos últimos anos, que, tenho certeza, será mantida”, afirmou o governador pernambucano.

Paulo Câmara lembrou a Rabello o compromisso que o presidente da República Michel Temer assumiu de acelerar a liberação do empréstimo de R$ 600 milhões, quando esteve em Pernambuco, no final do mês de maio, após as fortes chuvas que atingiram municípios da Mata Sul e do Agreste pernambucano. O Governo de Pernambuco destinará parte desses recursos como contrapartida estadual nas obras de conclusão das barragens de Igarapeba, Panelas 2, Gatos e Barra de Guabiraba.

“O governador Paulo está atuando no BNDES em duas frentes principais: na renegociação da dívida e na obtenção do empréstimo. Tudo isso com o objetivo de manter o Estado de Pernambuco equilibrado e também como uma das unidades da Federação com o maior volume de investimentos, com o objetivo de criar empregos e melhorar a vida do nosso povo”, afirmou o secretário de Planejamento e Gestão, Márcio Stefanni.

De acordo com Stefanni, o alongamento da dívida do Estado com o BNDES pode abrir a possibilidade de o Governo reduzir em R$ 15 milhões mensais os desembolsos. “São R$ 180 milhões por ano que vamos destinar a investimentos. O governador Paulo Câmara já determinou às equipes das secretarias da Fazenda e de Planejamento fazer os estudos, baseados no que foi anunciado pelo presidente Michel Temer na reunião que teve ontem (13/06) com os governadores”, pontuou.

“Queremos destinar esse dinheiro também para as áreas de educação, segurança pública, recursos hídricos, mobilidade urbana, estradas e sistema prisional”, completou o governador Paulo Câmara. Também participaram da reunião o deputado federal Fernando Monteiro e o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

SEM COMENTÁRIOS