Abril pro Rock abre nesta sexta com show da banda Caapora

151
0
COMPARTILHAR

Na sexta-feira (10), a banda Caapora abre a programação de shows
Na sexta-feira (10), a banda Caapora abre a programação de shows
A partir desta sexta-feira (10) a Faculdade dos Guararapes (FG) e o festival Abril pro Rock iniciam uma parceria inédita que vai promover uma série de quatro pocket shows na unidade da FG de Piedade. A proposta é apresentar para os alunos da instituição de ensino e também para o público em geral nomes da nova música pernambucana que se apresentarão no festival.

Uma estrutura de palco, som e luz será montada para as apresentações. Os shows vão acontecer no final da tarde, no intervalo de aula e terão duração em torno de 40 minutos. “Resolvemos entrar para o festival e apoiar essa iniciativa, que é um sucesso nacional e revela tantos talentos musicais daqui de Pernambuco”, adiantou o diretor de Marketing da FG, Marcelo Barros. Ele acrescentou que haverá sorteio de ingressos para alunos e público externo assistirem a shows no Chevrolet Hall.

Túlio Albuquerque, da banda Kalouv, um dos grupos escalados para as apresentações, acredita que a parceria pode aproximar ainda mais os artistas do público mais jovem. “É uma iniciativa muito interessante e que poderia ser repetida sempre. Da banda, três ainda estão cursando faculdade e dois formaram-se recentemente. Então, nós, que vivemos o ambiente universitário, sabemos a importância desse diálogo para a formação do aluno. Vindo de um festival tradicional como o Abril pro Rock, o momento ganha ainda mais força e significado”, comenta.

Programação

Na sexta-feira (10), a banda Caapora abre a programação de shows. No sábado, às 11h, é a vez da Kalouv se apresentar na FG. A programação dos pockets retoma no dia 17 deste mês com Almério, às 17h e encerra no dia 23, uma quinta-feira, véspera do festival no Chevrolet Hall, com Aninha Martins, também no final da tarde. Além dos pockets, a FG também sediará a mostra Poster Arte Design, que apresenta diversos pôsteres e cartazes de shows de várias épocas, feitos por artistas visuais e designers.

Saiba mais sobre as atrações que se apresentarão nos pockets shows da FG:

CAAPORA (PE)
Em Tupi Guarani, Caapora significa “aquele que vive no mato”. O grupo recifense, formado por oito integrantes, lista como influência os movimentos Tropicalista e Armorial e se alinha a rótulos como o de world music, além de beber de influências da cultura popular como as bandas de pífano. Nessa brincadeira ainda cabem cabem o baião, o jhazz, bossa nova e o dub, tudo envolto em uma atmosfera psicodélica.

KALOUV (PE)
A Kalouv é uma banda pernambucana de post-rock que vem chamando a atenção dos adeptos do gênero com o lançamento do álbum Pluvero, de 2014. Pluvero, em esperanto, remete à gota de chuva e simboliza, para a banda, “mudança permanente, onde o menor dos elementos é relevante na construção do novo”. Esmero nos timbres e andamentos das guitarras, associadas ao andamento marcante da bateria e à ruídos e experimentações sonoras fazem parte do universo sonoro do grupo.

ALMÉRIO (PE)
Músico radicado em Caruaru, com 11 anos de música e 5 de teatro. Lança seu primeiro disco em 2013 intitulado “Almério”, que conta com músicas de Valdir Santos, Isabela Moraes, Vertin Moura, Ícaro Tenório, Luciano Queiroga e Lula Queiroga. O disco começou a ser produzido há dois anos e, neste período, contribuiu, segundo o músico, com amadurecimento pessoal e profissional.

ANINHA MARTINS (PE)
A cantora Aninha Martins é um dos expoentes das novas bandas pernambucanas, que, por ventura, convencionou-se chamar Cena Beto. Letrista e intérprete de diversos compositores de uma cena continua querendo se identificar e alcançar o seu espaço, Aninha impressiona pela presença de palco e amplitude e beleza de sua voz. Atuou no musical infantil Caxuxa e é atriz por profissão e exercício, atividade da qual herda o talento de interpretar, de forma sincera e visceral, suas músicas.

SEM COMENTÁRIOS