De volta ao Arruda, Santa Cruz busca vitória contra Criciúma

15
0
COMPARTILHAR

Santa Cruz: esperança de reencontro com a vitória na volta para o Arruda. (Foto: Divulgação/SCFC)
O Santa Cruz já tem um reencontro garantido nesta terça-feira. O Tricolor está voltando para casa. Após cinco rodadas atuando como mandante na Arena de Pernambuco, o Santa vai enfrentar o Criciúma, às 19h15, no Estádio do Arruda. Mas, além de retornar ao seu estádio, existe outro reencontro nos planos corais: a equipe tricolor busca voltar ao caminho das vitórias.

São quatro jogos consecutivos sem vitória. Por conta deste retrospecto recente, o Santa Cruz deixou a parte de cima da tabela, se distanciou do G-4 e perdeu posições no campeonato. Atualmente, o Tricolor é o 16º, com 23 pontos.

No entanto, a chance de recuperação está diante dos olhos da comissão técnica e dos jogadores. A equipe coral entra em campo, mais tarde, contra um adversário que venceu fora de casa, no primeiro turno, pelo placar de 2×1.

O Criciúma ocupa uma posição de meio de tabela na Série B, na 12ª colocação, com 26 pontos.

Além disto, o Santa Cruz conta com importantes retornos à equipe. Julio Cesar, Bruno Silva e Derley cumpriram suspensão automática e estão de volta ao time. Nininho e Tiago Costa estão suspensos, então Alex Travassos e Yuri serão as novidades nas laterais.

No sistema ofensivo, a grande mudança. Sai Thiago Primão, entra Halef Pitbull. O esquema tático não deve sofrer grandes alterações, mas o estilo de jogo do Santa vai mudar. Ricardo Bueno deve voltar um pouco mais para auxiliar na criação das jogadas, mas Givanildo está apostando em presença de área.

Com todos estes fatores em campo, o Santa Cruz entra renovado para a partida de logo mais. É a oportunidade de reiniciar a caminhada rumo aos lugares mais altos da tabela.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Brasileiro Série B – 20ª rodada

Santa Cruz

Julio Cesar, Alex Travassos, Jaime, Bruno Silva e Tiago Costa; Derley e João Ananias; Bruno Paulo, André Luís, Halef Pitbull e Ricardo Bueno. Técnico: Givanildo Oliveira.

Criciúma

Luiz, Diego Mateus, Edson Borges, Nino e Márcio Goiano; Jonatan Lima, Ricardinho e Douglas Moreira; Caio Rangel, Fabinho Alves e Silvinho. Técnico: Luiz Carlos Winck.

Local: Estádio do Arruda, Recife/PE.
Horário: 19h15
Árbitro: Caio Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Lorival Cândido e Jean Márcio (ambos do RN)

Givanildo define
time com novidades

Givanildo: mudanças na equipe para enfrentar o Criciúma (Foto: Divulgação/SCFC)
No treino desta segunda-feira, o técnico Givanildo Oliveira esboçou a equipe titular com novidades. E, após a movimentação, o treinador confirmou o time.

As principais novidades são nas laterais e no sistema ofensivo. Com Nininho e Tiago Costa suspensos, Alex Travassos e Yuri recebem a oportunidade de atuar. O último, inclusive, vai fazer a sua estreia com a camisa coral.

No ataque, a mudança mais impactante. Ainda sem poder contar com João Paulo e Léo Lima, Givanildo resolveu colocar Halef Pitbull no lugar de Thiago Primão. O Santa, portanto, atuará com quatro atacantes de ofício. Mas eles vão se revezar na função da criação.

“Estou sem os dois meias (João Paulo e Léo Lima). Poderia colocar o Primão, mas pelo jogo, preferi armar o time com quatro atacantes. Precisamos começar a ganhar. Estamos devendo. Chegou a hora de despertar, apesar dos problemas. Estamos perdendo jogadores em todo o jogo, mas temos que nos superar”, afirmou Givanildo.

O Santa Cruz se prepara para retornar ao Arruda. O jogo desta terça-feira acontece no estádio coral, às 19h15. O apoio da torcida tricolor, junto com o fator casa, podem ser fundamentais na construção do resultado.

“Jogar no Arruda é importante. Vários times jogam em casa e perdem, mas vamos ter o apoio maior da nossa torcida. Sempre é bom. Pedimos ao torcedor que entenda o momento. Não queremos que comece o jogo e eles comecem com vaias. Isso iria atrapalhar muito”, ressaltou o treinador coral.

Pachu

O Santa Cruz confirmou, no último domingo, a contratação do atacante Pachu. O atleta de 21 anos vem do Botafogo/RJ, com os salários sendo pagos pelo time carioca. “Pachu eu trouxe porque conversei com Antônio Lopes. Perguntei e ele me explicou o nível do jogador. É tudo dentro da realidade.É um jogador rápido, que atua mais pelos lados. Espero que seja tudo que o Antônio Lopes me passou”, destacou Givanildo.

Por Tiago Freitas

SEM COMENTÁRIOS