Martelotte volta ao Santa Cruz para tentar evitar rebaixamento

55
0
COMPARTILHAR

Martelotte volt ao Santa Cruz com a difícil missão de evitar o rebaixamento do Tricolor do Arruda. (Foto: SCFC/Divulgação)
O Santa Cruz já tem um novo treinador para a sequência da Série B. Marcelo Martelotte conversou com a diretoria coral e o acerto não demorou para acontecer. Ele substitui Givanildo Oliveira, que deixou o Arruda após a derrota para o CRB, no último sábado.

O técnico aceitou a proposta e já assume a preparação da equipe para a 23ª rodada, contra o ABC, em 9 de setembro, na Arena das Dunas.

Martelotte é esperado nesta segunda-feira, no Arruda. Esta será a terceira passagem do comandante pelo clube e chega com o desafio de evitar o rebaixamento do Tricolor, que vive situação difícil na série B do Campeonato Brasileiro.

E as duas trajetórias anteriores foram, acima de tudo, vencedoras. Em 2013, o treinador foi tricampeão pernambucano, vencendo o Sport na final. Em 2015, ele conquistou o acesso à elite do futebol brasileiro, junto com o elenco – Grafite e Martelotte, inclusive, foram duas peças de destaque na campanha; a parceria será reeditada agora.

Em 2015, Martelotte, Grafite e Santa Cruz estabeleceram uma das maiores reviravoltas da história da Série B, saindo do 19º lugar para a 2ª posição. O tempo agora é menor, a quantidade de jogos é reduzida, mas a expectativa, pelo retrospecto, é de que os resultados melhorem de forma natural.

História como atleta

Se as passagens como treinador foram sempre vitoriosas, como atleta do Santa Cruz, Marcelo Martelotte manteve o nível. Ele fez parte de duas grandes conquistas, que estão no grupo dos grandes feitos da história do Santa Cruz.

Como goleiro, Martelotte integrou o elenco coral em 1993 e em 1999. No primeiro ano, um título pernambucano memorável, diante do Náutico. Na segunda temporada, um acesso à Primeira Divisão com um time de desacreditados, com muita raça, com a cara do Santa Cruz.

Por Tiago Freitas

SEM COMENTÁRIOS