Sport vence a Ponte Preta e abre vantagem na Sul-Americana

57
0
COMPARTILHAR

André marcou o terceiro gol do Sport em cima da Ponte Preta nessa quarta (Foto: Divulgação/SCR)
A Ponte Preta não viu a cor da bola na noite dessa quarta-feira. Em Recife, na Ilha do Retiro, o Sport fez 3 a 1 com sobras na Macaca e abriu boa vantagem nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A situação poderia ser ainda pior para os campineiros, que ‘acharam’ um gol no fim do jogo e deixaram a situação um pouco menos complicada para o duelo de volta, no Moisés Lucarelli, dia 20.

Sem Emerson Sheik, poupado, Gilson Kleina apostou em Léo Gamalho no ataque ao lado de Lucca. A dupla se deu bem no fim de semana, na incrível reação da Ponte contra o São Paulo no Morumbi. Já Vanderlei Luxemburgo avançou Mena na ponta esquerda e deixou Sander fixo atrás para contar as subidas de Nino Paraíba.

Em campo, a estratégia de Luxemburgo deu mais certo. O primeiro tempo teve poucas chances de gol, mas o Leão ditou o ritmo do confronto, com os visitantes muito tímidos, principalmente na questão ofensiva.

E em dois escanteios o Sport começou a construir sua vitória. Logo aos sete minutos, Diego Souza obrigou Aranha a executar um milagre. No rebote, Ronaldo Alves estufou as redes. A jogada se repetiu aos 44. Dessa vez, o goleirão da Ponte nada pôde fazer depois de bela testada de Rithely.

Na etapa final, Kleina apostou tudo para conseguir ao menos um gol. O time de Campinas ficou exposto e deu diversos contra-ataques para os donos da casa. Aranha trabalhou, Marllon salvou bola em cima da linha, Rithely acertou a trave…
Era questão de tempo sair o terceiro gol. E de novo ele veio após um escanteio. Dessa vez, Leo Gamalho afastou mal e deixou a bola limpa para Raul Prata, que só teve o trabalho de cruzar no pé de André. 3 a 0 fácil.

A fatura parecia liquidada, quando Gilson Kleina fez sua última aposta. Claudinho entrou no jogo. E aos 37, o jovem atacante armou o contra-ataque que acabou com a conclusão de Felipe Saraiva para as redes. Um gol que manteve a Ponte Preta viva na briga.

Quarta-feira que vem, a Ponte Preta pode ficar com a vaga se conseguir um 2 a 0 no placar, graças ao gol marcado fora de casa. Mesmo assim, a situação do Sport segue favorável. Um gol do Leão na casa dos paulistas complicará e muito a tarefa da Macaca.

Antes de tudo isso, ambos têm compromisso pelo Campeonato Brasileiro. Domingo o Sport encara o Flamengo no Rio. Um dia antes, a Ponte Preta recebe o Atlético-GO em Campinas.

FICHA TÉCNICA

SPORT 3 x 1 PONTE PRETA

Local: Estádio Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Data: 13 de setembro de 2017, quarta-feira
Horário: 19h15 (Brasília)
Árbitro: Gustavo Murillo (COL)
Assistentes: Humberto Clavijo (COL) e Wilmar Navarro (COL)
Cartões amarelos: SPORT: Durval, Diego Souza, Sander. PONTE PRETA: Danilo Barcelos, Nino Paraíba, Fernando Bob
Público: 6.254 pessoas
Renda: R$ 114.825,00

GOLS:
SPORT: Ronaldo Alves, aos 7, e Rithely, aos 44 minutos do 1T. André, aos 30 minutos do 2T
PONTE PRETA: Felipe Saraiva, aos 37 minutos do 2T.

SPORT: Magão; Raul Prata, Durval, Ronaldo Alves e Sander; Patrick, Rithely e Diego Souza; Lenis (Rogério), André (Anselmo) e Mena
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba (Claudinho), Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Fernando Bob, Elton (Renato Cajá) e Felipe Saraiva; Lucca (Jeferson) e Léo Gamalho
Técnico: Gilson Kleina

Da Gazeta Press

SEM COMENTÁRIOS

COMENTE ESTA NOTÍCIA