Cristovam Buarque nega defesa de golpe militar

19
0
COMPARTILHAR

Cristovam: surpreso, indignado e preocupado com a dimensão que ganhou no mundo virtual uma notícia falsa (Foto: Roque de Sá/Agência Senado)
O senador Cristovam Buarque (PPS-DF) se disse surpreso, indignado e preocupado com a dimensão que ganhou no mundo virtual uma notícia falsa, na qual em uma dublagem também falsa, ele estaria defendendo a intervenção militar.

Disse que o mais grave da situação foi que, apesar dos muitos desmentidos sobre a veracidade do vídeo, muitas pessoas o cumprimentaram pela posição. Para Cristovam, está na hora de a sociedade e os políticos refletirem com mais seriedade sobre os motivos de a ideia de um golpe militar atrair tantas pessoas.

– Mais grave é nós não refletirmos e entendermos que nós somos os culpados. Nós, os civis; nós, os políticos; nós, os líderes deste país; nós, os civilistas; nós, os democratas. Somos culpados porque estamos dando margem a esse sentimento nacional que está crescendo, sim, de que os civis não são capazes de resolver os problemas que nós criamos – disse o senador.

O senador Cristovam Buarque também lamentou a morte do reitor afastado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Luiz Carlos Cancellier. Ele foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (2), em um shopping de Florianópolis. Cancellier estava afastado da instituição por determinação judicial.

Da Agência Senado

SEM COMENTÁRIOS