Cestas básicas digitais: conheça parceria entre Geraldo Falcões e Prefeitura do Recife

Cestas básicas digitais beneficiarão mais de mil famílias cadastradas em unidades do Compaz

Na manhã de ontem (20), o prefeito do Recife, João Campos, anunciou uma parceria com o Instituto Gerando Falcões. Fundada pelo empreendedor social Edu Lyra, a iniciativa distribuirá cestas básicas digitais para mais de mil famílias em situação de vulnerabilidade social, que habitam os entornos dos quatro Centros Comunitários da Paz (Compaz). Contudo, as prioridades serão os lares com mães solo como chefes de família. Já o investimento total da parceria é de R$ 400 mil.

Sobre isso, o prefeito esclareceu:

“Serão 1300 famílias beneficiadas com essa ação, mostrando a parceria entre o terceiro setor, a iniciativa privada e o poder público, para ajudar quem mais precisa neste momento. E nós vamos pegar as famílias que estão cadastradas no Compaz, em maior situação de vulnerabilidade, e as famílias, que já são acompanhadas, serão beneficiadas com essa ação.”

Cestas básicas digitais

As cestas básicas digitais funcionam como cartões do tipo vale-alimentação, da empresa Ticket. Além disso, cada família beneficiada receberá duas parcelas de R$ 150 em seu cartão. A primeira carga já está válida no momento de recebimento do benefício e a segunda carga será feita automaticamente em aproximadamente 30 dias depois.

Onde utilizar

O cartão digital pode ser utilizado em mercados que integram a rede credenciada Ticket. Sendo assim, a família terá autonomia para escolher onde e quais produtos deseja comprar para suas necessidades básicas.

O saldo do cartão fica disponível até a família utilizar o valor em sua totalidade. Ou seja, não há prazo limite para o uso do valor depositado no cartão.

Compaz

Contudo, a equipe de cada Compaz irá selecionar famílias beneficiadas em cada um dos quatro equipamentos, assim como realizar o cadastro do responsável e distribuição dos cartões.

Para receber o cartão, o beneficiado deve estar cadastrado em uma das quatro unidades: Governador Eduardo Campos (Alto Santa Terezinha), Escritor Ariano Suassuna (Cordeiro), Governador Miguel Arraes (Caxangá) e Dom Hélder Câmara (Joana Bezerra).

Mas famílias já cadastradas dentro do perfil devem procurar a unidade do Compaz onde possuem registro para se candidatar ao benefício.

Unidade mais próxima

Porém, quem ainda não se cadastrou e mora no entorno de alguma das unidades, deve se dirigir à ela. E levar os seguintes documentos: RG, CPF, número de telefone celular para contato e comprovante de residência como morador do Recife.

Apenas para uma pessoa de cada família cadastrada

Além disso, o benefício só será concedido a apenas uma pessoa de cada família cadastrada, revela secretário de Segurança Cidadã do Recife e Diretor da Rede Compaz, Murilo Cavalcanti.

“É muito bom, em um momento de dificuldade, receber essa doação do Gerando Falcões, que tanto tem feito pelas famílias vulneráveis do Brasil. Escolher também a cidade do Recife para ajudar famílias em situação de fome é mais um exemplo de que devemos unir competências para chegar aos que mais precisam.”

Campanha

Em contrapartida, a campanha Corona no Paredão, Fome Não!, do Instituto Gerando Falcões, é uma iniciativa que visa apoiar o combate à fome no Brasil, durante a pandemia da Covid-19.

Busca atender famílias em situação de extrema pobreza, por meio do trabalho em rede com organizações sociais e lideranças que atuem em territórios de vulnerabilidade social, utilizando a chamada “cesta básica digital”.

Liberação do cartão

Após o envio da lista de beneficiados pelo Compaz, a equipe da Gerando Falcões fará a emissão dos cartões com a Ticket e enviará todo o lote para a liderança da organização. Esta deverá se responsabilizar em fazer a entrega para as famílias cadastradas em data a ser anunciada. Durante a entrega dos cartões, a liderança deverá utilizar o app, onde fará o registro final das famílias beneficiadas, juntamente com evidências em fotos. O treinamento para uso do app é realizado previamente pela equipe da Gerando Falcões.

*Foto: Divulgação/Rodolfo Loepert/PCR