Gordofobia dentro das escolas: Recife sanciona lei para enfrentar preconceito

Para proteger vítimas, foi criado o dia municipal de combate à gordofobia dentro das escolas

Na última quinta-feira (16), o prefeito do Recife, João Campos, sancionou leis de enfrentamento à gordofobia dentro das escolas das redes pública e privada. Além disso, tais leis garantem carteiras escolares, criando assim, o Dia Municipal contra a Gordofobia.

Gordofobia dentro das escolas

A data escolhida para instituir um dia de combate à gordofobia dentro das escolas foi 10 de setembro. Isso porque a data é conhecida, informalmente, como Dia do Gordo. A discussão é necessária e inclusiva.

De acordo com dados da última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), publicada em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o percentual de obesos em idade adulta no país mais do que dobrou em 17 anos, passando de 12,2%, entre 2002 e 2003, para 26,8%, em 2019.

Além disso, no mesmo período, a proporção da população adulta com excesso de peso passou de 43,3% para 61,7%. O índice representa quase dois terços dos brasileiros.

Legislações sancionadas

Entre as legislações sancionadas, mais especificamente a Lei 18.832/2021, assegura às pessoas gordas carteiras escolares adequadas aos seus biótipos físicos. A condição vale para instituições de ensino básico e superior do Recife, sejam públicas ou privadas. E ainda há a garantia do ensino livre de discriminação ou práticas gordofóbicas.

Ainda segundo a PNS de 2019, um em cada cinco adolescentes com idades entre 15 e 17 anos estava com excesso de peso.

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica

Conforme estudos da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica: crianças e adolescentes com sobrepeso ou obesidade, vítimas de bullying, são mais propensos a sofrer com ansiedade, baixa auroestima, estresse, isolamento, compulsão alimentar e depressão se comparados com adolescentes magros.

Já entre adultos, o preconceito prejudica ainda a saúde mental e afeta relacionamentos, oportunidades de trabalho ou o simples ato de usufruir os espaços da cidade.

*Foto: Divulgação