Havaianas fortalece marca em meio à pandemia

Balanço da Havaianas mostrou dados positivos nesta sexta-feira (12), fortalecendo o Grupo Alpargatas

Em meio à pandemia de Covid-19, muitas empresas conseguiram driblar a crise em seus negócios. É o caso da marca Havaianas, pertencente ao Grupo Alpargatas. Nesta sexta-feira (12), o grupo divulgou seu resultado financeiro do ano de 2020.

Havaianas cresce em meio à pandemia

Além da Havaianas, o Grupo Alpargatas também é dona da marca de roupas Osklen. Com isso, a empresa obteve bons resultados nos três primeiro trimestres do ano passado. Os índices foram puxados, especialmente, pelos bons dados na venda de chinelos da marca Havaianas.

Desenvolvimento da marca de chinelos

Em reportagem da revista EXAME, publicada em dezembro passado, a marca de chinelos ativou mais de 40 mil novos pontos de venda, entre maio e dezembro, passando de 260 para 300 mil posições. Portanto, os números de hoje mostraram uma expansão ainda mais forte.

Além disso, as ações do grupo saltaram de um valor que oscilava na casa dos R$ 20 em março para quase R$ 40 no fim de 2020. E nesta semana elas oscilaram ao redor de R$ 39.

À época da divulgação dos dados do terceiro trimestre, o presidente da Alpargatas, Roberto Funari, explixou à EXAME que os 40 mil novos pontos de venda ativados eram, em sua maioria, clientes que já tinham ou tiveram relacionamento com a Alpargatas mas que estavam sem exibir produtos.

Estratégia

Contudo, para alavancar as vendas na pandemia, a estratégia do grupo colocou as havaianas no comércio que podia ficar aberto. Ou seja, em supermercados, lojas de conveniência e em farmácias.

Sendo assim, tal iniciativa colaborou para que a marca Havaianas conquistasse o melhor terceiro trimestre de sua história. Prova disso é que de julho a setembro, a receita líquida consolidada aumentou 24% e o volume, 11%. Já o Ebitda avançou 29%, com ganho de margem de 7 pontos percentuais.

Em contrapartida, como a receita do grupo também inclui os dados da Osklen, não houve destaque de alta nos dados que tinham sido revelados até o terceiro trimestre, mas se manteve estável.

*Foto: Divulgação