Linx pode ter multa de R$ 100 mi paga pela Totvs, se Cade vetar fusão

Ontem (1º), a empresa de tecnologia Totvs anunciou uma oferta para pagar uma multa de R$ 100 milhões para a companhia Linx. Isso se a proposta que fez para fusão seja vetada posteriormente pelo órgão antitruste Cade.

Multa da Linx

De acordo com a Totvs, o valor da multa é parte da proposta que está em fase final de revisão. Em seguida, ela será levada aos conselheiros independentes da Linx ainda nesta semana. A empresa afirma que a multa seria paga, caso a proposta, depois de ser aprovada pelos acionistas de ambas as empresas, for vetada pelo Cade. Em um dos trechos do anúncio da Totvs diz o seguinte:

“Desta forma, a Totvs seguirá respeitando o livre exercício do direito de voto dos acionistas da Linx, legalmente vinculado ao melhor interesse da companhia e não de terceiros, e sem que daí possam resultar em ilegítimas consequências financeiras para a própria companhia.”

Documentação da Totvs

A Totvs afirma que concluiu a documentação inicial para encaminhar ao Cade sobre o processo de análise de aspectos concorrenciais da operação. Além disso, a companhia está preparando laudos, o que inclui o relativo ao ágio decorrente da fusão de negócios:

“Entendemos ser fundamental que as propostas disponíveis sejam submetidas simultaneamente na mesma assembleia geral, no contexto dos deveres fiduciários dos conselheiros independentes e da preservação do pleno direito de escolha dos acionistas da Linx.”

Ajuste da Linx

O anúncio ocorre justamente depois de a Linx ter divulgado um ajuste no acordo assinado com a StoneCo, que fez um acordo concorrente ao da Totvs.

Sendo assim, o novo acordo prevê diminuição do valor de uma multa que a Linx teria que pagar, se seus acionistas rejeitassem um acordo com a StoneCo. E ainda com ajustes em outros termos do acordo.

*Foto: Divulgação