Pacientes de Manaus iniciam tratamento de Covid-19 no HC de Pernambuco

HC de Pernambuco recebeu cinco pacientes amazonenses em local que é vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal ligada ao Ministério da Educação (MEC)

Na noite de sábado (23), cinco pacientes com Covid vindos de Manaus chegaram ao Recife, mais precisamente ao Hospital das Clínicas da UFPE, unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal ligada ao Ministério da Educação (MEC).

HC de Pernambuco

Para recebê-los, o HC de Pernambuco organizou uma força-tarefa para montar toda a estrutura necessária (como redefinição de fluxos, reorganização das equipes e redistribuição de leitos, entre outras ações).

Pacientes

Os pacientes são quatro homens e uma mulher, com idades entre 31 e 59 anos. Um deles se encontra na UTI e os outros quatro na Enfermaria de Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP). Estes locais seguem rigorosos critérios de biossegurança. Sobre isso, Luiz Alberto Mattos, superintendente do HC-UFPE/Ebserh, explica:

“Esse é mais um momento histórico que estamos passando aqui no HC-UFPE. Estamos preparados e vamos fazer o nosso melhor como é de praxe, com um tratamento integral e humanizado. Temos a oportunidade como hospital-escola de contribuir com a Rede Ebserh e temos o apoio dos gestores do SUS local nesta ação de caráter humanitário para acolhermos esses pacientes com o melhor que podemos oferecer.”

Voo da Força Aérea Brasileira (FAB)

Os pacientes desembarcaram na Base Aérea do Recife por volta das 21h30. Em seguida, passaram por uma triagem para avaliação do estado clínico de saúde realizada por equipe médica do HC de Pernambuco. Após isso seguiram em ambulâncias escoltadas por batedores da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) até o hospital, num percurso de aproximados 14 km, um pouco antes das 23h.

O Hospital das Clínicas da UFPE/Ebserh possui vasta experiência no tratamento de pacientes com Covid-19. De abril a dezembro de 2020, foram atendidos 403 pacientes com o novo coronavírus, tanto na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) quanto na Enfermaria.

Ações do Hospital das Clínicas

Contudo, uma série de ações foram feitas no HC de Pernambuco. Isso envolve: treinamentos e atualizações com as equipes de assistência; desenvolvimento de atividades no campo do ensino, da pesquisa, da extensão, da assistência e da telessaúde (com milhares de teleatendimentos, teleconsultas e teleorientações feitas por meio do Núcleo de Telessaúde da UFPE, a unidade de saúde digital do HC).

Atualmente, 58 pesquisas ligadas à Covid-19 estão sendo feitas no hospital universitário.

Vale ressaltar que o HC-UFPE/Ebserh é um hospital universitário de grande porte e alta complexidade. O local conta com quase 3.000 profissionais, distribuídos nas áreas: médica, assistencial e administrativa, além de 330 residentes.

Pacientes de Manaus

Desde o último final de semana, o MEC tem recebido pacientes de Manaus. Eles estão sendo transferidos para hospitais universitários federais da Rede Ebserh. Já são mais de 100 pessoas acolhidas, e 10 delas já receberam alta.

Rede de apoio

Além disso, uma rede de apoio foi criada em todo o Brasil para receber pacientes de Manaus com coronavírus. A rede conta com a coordenação do Ministério da Saúde. No total, foram disponibilizados 205 leitos em nove hospitais universitários administrados pela Ebserh.

Nomes das outras unidades

Fora o HC de Pernambuco, são estas as outras unidades que estão recebendo pacientes amazonenses desde 15 de janeiro:

  • Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI;
  • Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA); Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB);
  • Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol-UFRN);
  • Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB);
  • Hospital das Clínicas de Goiânia (HC-UFG);
  • Hospital Universitário Walter Cantídio da Universidade Federal do Ceará (HUWC-UFC);
  • Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes da Universidade Federal de Alagoas (Hupaa-Ufal).

*Foto: Divulgação/Unidade de Comunicação Social HC