Pernambuco já oferece nova Carteira de Identidade

Com mais dados, nova Carteira de Identidade possibilita a realização de assinaturas, fotos e impressões digitais por meio de sistema eletrônico, além de reconhecimento facial e biométrico

O estado do Pernambuco passou a emitir a nova Carteira de Identidade que vem em um modelo repaginado, com visual que segue o decreto federal, na intenção de diminuir o número de falsificações. o documento agora é mais compacto e com mais informações do cidadão, como: número da Carteira de Trabalho, Carteira Nacional de Habilitação, Título de Eleitor, Certificado Militar, documento de identidade profissional e NIS/PIS/PASEP. Mesmo assim, ainda vale em território nacional o modelo de identidade antiga.

Carteira de Identidade para portadores de deficiência

Os portadores de deficiência terão em sua Carteira de Identidade qual seu tipo de deficiência, evidenciado por meio de ícones. E ainda poderá ser indicado o tipo sanguíneo da pessoa. Já no verso do documento, constará um QR Code, com dados do portador de forma digitalizada. Esta digitalização é um dos fatores mais relevantes do novo sistema, pois antigamente era tudo armazenado em papel. Com a nova tecnologia, informações serão digitalizadas e inseridas a um banco de dados.

Em relação à emissão, as assinaturas, fotos e impressões digitais serão realizadas por meio de um sistema eletrônico.

Identificação facial e biométrica

Em Pernambuco, serão disponibilizadas técnicas mais atuais de identificação fácil e biométrica. Trata-se do sistema ABIS (sigla em inglês para Sistema Automático de Identificação Biométrica), já usada em outros estados brasileiros, que visa a melhora do sistema de armazenamento de dados e de tornar mais eficazes as investigações policiais que exigem o processo de identificação das digitais ou das feições da pessoa, afirma a Secretaria de Defesa Social.

Emissão da nova Carteira de Identidade

Uma maior rapidez nos processos de emissão da Carteira de Identidade é prevista pelo Governo do Estado. Segundo Pablo Augusto, diretor do Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB), é previsto uma alta de 117% na capacidade de produção das carteiras, saltando de 552 mil para 1,2 milhões de cidadãos beneficiados por ano. Em declaração à Folha de Pernambuco, ele disse:

“Teremos um documento completo. Além da celeridade, o cidadão não precisa mais levar fotografia e não existirá mais o entintamento (uso de tinta para a reprodução da digital)”.

A cerimônia de apresentação do novo sistema contou com a presença do governador Paulo Câmara que diz acreditar que a nova tecnologia dará mais agilidade ao processo.

“A tecnologia vai ajudar a atender a demanda, que hoje é muito grande e, ao mesmo tempo, garantir um instrumento moderno que vai dar agilidade e segurança às pessoas”.

Taxas

Para ter acesso ao novo RG é preciso fazer uma solicitação mediante agendamento por meio do portal Pernambuco Cidadão. Segundo o IITB, o processo de emissão da nova Carteira de Identidade pode levar até cinco dias úteis se o documento for expedido em uma das unidades do Expresso Cidadão. Já para quem busca a emissão em órgãos de cidades do interior, o prazo de espera é de até dez dias.

O primeiro pedido é gratuito. A partir da segunda via gera um custo de R$ 22,61; terceira, R$ 45,23; e R$ 90,51, na quarta via. O sistema novo permite que o usuário quite a taxa antes do atendimento presencial, pois no momento do agendamento já é emitida a guia de pagamento. Há 227 postos para emissão da nova Carteira de Identidade, no Estado.

O novo RG atende o que estabelece no Decreto federal 9.728 de 2018, onde as novas cédulas são padronizadas. O prazo para que todos os Estados atendam a lei vigente é até março de 2020.

Fonte: Folha de Pernambuco

*Foto: Divulgação / Caio Danyalgil – Folha de Pernambuco