Preços de remédios antigripais em Pernambuco: Procon identifica diferença de 289%

Preços de remédios antigripais em Pernambuco tem como exemplo o medicamento Ácido Acetilsalicílico, usado para a febre

Com o aumento do número de casos de Covid-19 pela variante Ômicron, o Procon-PE encontrou uma variação de 289% no preço dos medicamentos antigripais. É o caso do Ácido Acetilsalicílico, usado para a febre. Em uma farmácia, o medicamento custava R$ 5 e noutra R$ 19,45, por exemplo.

Preços de remédios antigripais em Pernambuco

Por outro lado, o genérico do mesmo produto registrou diferença de 276%: R$ 0,75 num estabelecimento e R$ 2,82 em outro. Em segunda posição aparece o conhecido Paracetamol, também para febre, com 250,63% de diferença entre o menor e o maior valor, R$ 3,99 numa farmácia e R$ 13,99 noutra.

Outras diferenças

Além disso, o Procon-PE também encontrou outras diferenças de preços de remédios antigripais em Pernambuco, como na capital Recife. Neste caso, o anti-inflamatório Nimesulida teve um percentual de diferença de 248% de um local para outro no medicamento genérico.

Em outros produtos a diferença chegou a 226,48%, como por exemplo, o genérico do Maleato de Dexclorfeniramina para doenças alérgicas.

O Cloridrato de Fenilefrina, utilizado para sintomas gripais, foi de 26,40%, de R$ 8,90 passou para R$ 11, 25, em outro estabelecimento.

Em contrapartida, o remédio que menos variou de preço foi o xarope para tosse, que foi visto por R$ 10,10 numa farmácia e R$ 11,30 em outra.

Pesquise antes de comprar

Por fim, o órgão de defesa do consumidor reforçou que é importante que a pessoa pesquise em mais de uma farmácia para não levar o produto com preço mais caro. A pesquisa de preços dos antigripais ficará disponível no site do Procon-PE.

*Foto: Divulgação