Prédio abandonado há 40 anos é interditado no Centro do Recife

Edifício abandonado foi interditado na manhã de ontem (31)

Um edifício abandonado há mais de 40 anos foi interditado na manhã de ontem (31), no bairro da Boa Vista, no Centro do Recife, em Pernambuco. O prédio que tem 11 andares apresentava rachaduras em sua construção.

Prédio abandonado – interdição pela Codecir

A interdição do edifício abandonado foi feita por técnicos da Cordecir (Coordenadoria de Defesa Civil do Recife), que estipularam um prazo de dois dias para que os comerciantes, em barracas situadas na calçada do prédio, na Rua da União, saíssem de lá.

As barracas dos ambulantes foram removidas do local com solda, na tarde da última quinta-feira (30), por funcionários da PCR (Prefeitura da Cidade do Recife). Já a negociação com estes comerciantes foi pacífica, de acordo com relatos dos trabalhares da prefeitura. Eles também disseram que não houve qualquer tipo de resistência, fato que facilitou a remoção das barracas no mesmo dia. No entorno da construção, ainda estão localizados condomínios, um bar e um estacionamento, que terá de ser parcialmente interditado.

Relatos da vizinhança

Em uma das quatro barracas removidas, trabalhava o comerciante Edson Constantino, há cinco anos. Hoje, ele tem 48 anos e vendia almoços em seu estabelecimento. Seu pequeno negócio estava instalado na calçada do prédio abandonado há mais de 25 anos. Constantino herdou o ponto comercial de um tio. Ele afirma que um responsável da PCR prometeu entregar uma barraca provisória na próxima segunda-feira (3), enquanto aguarda a sua ficar pronta.

Segundo a moradora da região, Flávia Fernanda, de 49 anos, ela passa todos os dias pela rua onde está o imóvel abandonado e disse o seguinte à reportagem da Folha de Pernambuco: “é mais fácil às árvores caírem, quando chove, do que esse prédio vir a baixo”.

Para a comerciante de 48 anos, Sandra Santos, que é dona de um fiteiro situado bem abaixo do edifício interditado afirma que o imóvel possui uma base bastante sólida, e que “só mexeram nos pequenos”, desabafou. De acordo com ela, o bar localizado ao lado do prédio abandonado não sofreu com a mudança.

Orientação da CTTU

Já os Guardas Civis da Autarquia de Trânsito e Transporte (CTTU), orientaram os motoristas que estavam passando pelo imóvel interditado que não circulassem mais por ali e também anunciaram que não será mais permitido estacionar em frente ao edifício.

Segundo o guarda da CTTU, Weydson Lima:

“Fomos acionados e trouxemos uma equipe na parte da manhã e outra pela tarde.”

A Defesa Civil publicou uma nota em que informa que “na ocasião foi constatado um novo desprendimento de material e foi identificada a necessidade de retirada de quatro barracas e interdição de parte de um estacionamento próximos ao imóvel”.

Fonte: Folha de Pernambuco

*Foto: Divulgação / Ed Machado