Sai calendário da 6ª parcela do Bolsa Família

Datas da 6ª parcela do Bolsa Família já foram definidas, de acordo com a mesma lógica aplicada nos pagamentos anteriores, ou seja, conforme o NIS dos beneficiários

Com a notícia de que o auxílio emergencial será estendido até o final de dezembro deste ano, a sexta parcela do Bolsa Família vai começar a ser transferida a partir do dia 17 de setembro.

A lógica continuará sendo a mesma aplicada nos pagamentos anteriores: os repasses serão realizados conforme o final do NIS (Número de Identificação Social) dos beneficiários.

Bolsa Família

Sendo assim, os inscritos no Bolsa Família poderão garantir o dinheiro em espécie nas agências da Caixa Econômica Federal, além de redes de lotéricas e correspondentes bancários. Além disso, não será necessário realizar nenhum tipo de pedido especial para seguir recebendo os valores do auxílio emergencial.

Vale reforçar que o governo federal deixou de aceitar novas solicitações de auxílio emergencial a partir do mês de julho. Nos últimos meses, apenas pedidos de reanálise foram incluídas nos novos lotes.

Calendário da 6ª parcela do Bolsa Família

Segundo afirmação do Ministério da Cidadania, os beneficiários do Bolsa serão os primeiros a receberem a sexta cota do auxílio emergencial. Porém, o cronograma para esta parcela, com o novo valor de R$ 300, segue até o dia 30 de setembro. No entanto, as mães que são responsáveis pelo sustento da família deverão continuar tendo o direito à quantia em dobro, ou seja, neste caso seria de R$ 600.

Início do auxílio emergencial

Desde o começo do programa de socorro emergencial, o objetivo era de efetuar apenas três parcelas únicas àqueles que estivessem em condição de vulnerabilidade social. Mas, após uma pressão popular e dos congressistas, o presidente Jair Bolsonaro decidiu estender para mais duas cotas (quarta e quinta parcela). Todavia, estudos estavam sendo realizados para que os pagamentos seguissem ocorrendo até dezembro de 2020, em razão da crise na economia gerada pela pandemia.

Prorrogação anunciada em setembro

No dia 01 de setembro, o governo federal anunciou oficialmente a prorrogação do auxílio até o fim do ano. Porém, agora, sob novo valor de R$ 300.

A MP (Medida Provisória) nº 1.000/2020, publicada na última quinta-feira (3), também criou normas mais rígidas para a permanência dos beneficiários no programa do auxílio emergencial. Contudo, os inscritos no Bolsa Família não foram prejudicados com os novos requisitos mínimos.

Confira, abaixo, o calendário da sexta parcela do Bolsa Família:

Data do pagamentoBeneficiário do Bolsa Família
17 de setembroNIS final 1
18 de setembroNIS final 2
21 de setembroNIS final 3
22 de setembroNIS final 4
23 de setembroNIS final 5
24 de setembroNIS final 6
25 de setembroNIS final 7
28 de setembroNIS final 8
29 de setembroNIS final 9
30 de setembroNIS final 0

*Foto: Divulgação