Casos confirmados de sarampo chegam a 37 em Pernambuco

Até o momento estes casos confirmados de sarampo foram de pessoas que desenvolveram a doença entre os meses de julho e agosto deste ano, afirma o secretário estadual de Saúde, André Longo

O estado do Pernambuco registrou um aumento no número de casos confirmados de sarampo, que subiu para 37. A informação foi publicada na manhã de ontem (9) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES/PE).

Número de casos confirmados de sarampo aumenta

De janeiro deste ano até o dia 28 de setembro, foram registrados 799 casos suspeitos. Desse número, 37 foram confirmados, 284 descartados e os demais ainda estão sendo apurados. Das ocorrências confirmadas, três são no Recife e um em Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana da capital do Estado; o restante foi notificado no Agreste, sendo: 14 em Taquatinga do Norte, seis em Caruaru, cinco em Vertentes, três em Santa Cruz do Capibaribe, três em Toritama, um em Frei Miguelinho e um caso em Bezerros.

O crescimento deste percentual aconteceu em intervalo de apenas oito dias. Até o dia 20 de setembro, haviam sido registradas 731 suspeitas da doença, sendo 242 ocorrências descartadas e 23 confirmadas, conforme levantamento anunciado no começo deste mês pela SES, quando começou a nova Campanha Nacional de Vacinação de combate ao sarampo em todo o país. Desses casos, três em Recife, e o restante no Agreste, sendo: nove em Taquatinga do Norte, seis em Caruaru, um em Frei Miguelinho, um em Santa Cruz do Capibaribe, um em Vertentes, um em Bezerros e um caso em Toritama.

Em declaração ao Folha PE, André Longo, secretário estadual de Saúde, afirmou:

“Todos os casos confirmados até o momento são antigos. Trata-se de pessoas que adoeceram entre os meses de julho e agosto”.

Campanha Nacional  de Vacinação

Até o dia 4 de outubro, 507.814 pessoas foram vacinadas com a tríplice viral em Pernambuco, sendo 215.986 doses em crianças de seis meses a quatro anos, o que equivale a 98% do público-alvo, segundo informações da SES.

A campanha nacional contra o sarampo segue até o dia 25 deste mês para esta faixa etária que ainda não começou ou não finalizou o esquema vacinal. No dia 19 deste mês também, acontecerá o Dia D de Vacinação em todo o Brasil, visando este mesmo público. Longo ressalta:

“Os meninos e meninas dessa faixa etária que já estão com a caderneta de vacinação em dia não precisam comparecer aos postos de saúde. Mas, na dúvida, o importante é que os pais compareçam aos postos com seus filhos para que a caderneta seja analisada por um profissional e a criança fique protegida também contra outras doenças além do sarampo”.

Metas de vacinação contra o sarampo

Para Ana Catarina de Melo, superintendente de Imunização da SES-PE, mesmo que o Estado já tenha atingido a meta mínima do programa de vacinação da primeira dose da tríplice viram em crianças de 12 meses, o percentual não foi alcançado nos municípios pertencentes à I e VIII Gerências Regionais de Saúde com sede na capital e em Petrolina, no Sertão, respectivamente.

Ana Catarina explica que estas áreas a população é numerosa, além de receber muitos turistas todo o tempo e alerta para a importância de “intensificar as ações e fazer busca ativa para evitar grande número de crianças desprotegidas”.

Além disso, ela reforça que também é preciso tomar a segunda dose, “já que, até o momento, somente o município de Palmares e Salgueiro conseguiram atingir a meta mínima de 95%”.

Atualmente, a média em todo o Estado de Pernambuco é de 74,5% de vacinação da segunda dose para combater o sarampo.

Fonte: Folha PE

*Foto: Divulgação