Programa Raízes Sertanejas aborda história e estética do cangaço

Episódio do Raízes Sertanejas abordará o surgimento de líderes antecessores a Lampião, a entrada da mulher no cangaço e espressões artísticas; programa de podcast está disponível do Spotify

No episódio desta semana do Raízes Sertanejas, podcast do Cais do Sertão, a educadora do museu, Viviane Sampaio, apresenta dados sobre a história dos líderes nordestinos. E isso engloba desde a entrada das mulheres até as mais variadas expressões artísticas. O programa tem aproveitado o espaço no streaming de música para explorar fortemente a cultura nordestina. Lançado neste mês, o episódio dessa semana estará disponível no Spotify a partir de hoje (17).

No mês passado, outro podcast também foi lançado com o intuito de abordar a cena local pernambucana. O “Nossa história, Nossa memória”, é idealizado e apresentado pelos jornalistas Josi Marinho e Salatiel Silva

Podcast Raízes Sertanejas

O podcast “Raízes Sertanejas” foi idealizado e produzido pelo músico-educador da casa, Diogo do Monte, por meio da Lei Aldir Blanc. No episódio intitulado Cangaço, História e Estética, o foco gira em torno dos líderes antecessores a Lampião. O conteúdo ainda aborda as primeiras vanguardas artísticas que impactaram a cultura sertaneja e os primeiros registros de mulheres que integraram o movimento do cangaço.

Playlists temáticas

Além do podcast, O Cais do Sertão mantém algumas playlists temáticas no Spotify, para o usuário interessado em cultura popular. Há seleções para todos os gostos: desde repertórios dedicadas ao Rei do Baião, como Luiz Gonzaga, Gonzaga em Outras Vozes e O Sertão cantado por Gonzaga. As listas com sucessos de músicos da cena local, como por exemplo, Cristina Amaral e Quinteto Violado. Também há destaque para as homenagens ao Recife, como a lista Saudade do Recife, proposta por Johnny Hooker, além de um tributo a Naná Vasconcelos.

*Foto: Divulgação