Segunda dose para as crianças: aplicação começa em 3 capitais e o DF

Segunda dose para as crianças são aplicadas, principalmente, em São Paulo, Campo Grande e Salvador; na próxima quinta-feira começa em Belo Horizonte

Na manhã de sábado (19), as cidades de São Paulo (SP), Campo Grande (MS) e Salvador (BA), além do Distrito Federal começaram a aplicar a segunda dose para as crianças entre 6 e 11 anos contra a covid-19.

Segunda dose para as crianças

Entretanto, vale ressaltar, que esta segunda dose para os pequenos são para aqueles que tomaram a primeira dose da vacina CoronaVac há pelo menos 28 dias.

Além disso, na próxima quinta-feira (24), a cidade de Belo Horizonte também começa a aplicar a segunda dose nesta faixa etária, afirma a prefeitura. A convocação começará por meninas e meninos de 10 anos.

Tempo de espera para segunda dose para crianças

Por outro lado, apesar de o imunizante do Instituto Butantan ser a mesma dosagem no público infantil, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) determinou que o período de espera entre uma aplicação e outra seria de 28 dias ou quatro semanas. Já no público adulto, o prazo segue sendo de 15 dias ou duas semanas entre uma dose e outra.

Vacina Pfizer

Em contrapartida, quem tomou a vacina da Pfizer de dosagem pediátrica. Neste caso, para crianças a partir de 5 anos ou imunossuprimidas, o intervalo de aplicação para segunda dose é de 56 dias ou oito semanas.  

No Distrito Federal, a segunda dose desse imunizante estará disponível para a faixa etária apenas em março, conforme informações da Agência Brasília.

Dados de aplicação nas crianças

Até agora, pelo menos 7.041.105 crianças de 5 a 11 anos já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Esse valor corresponde a 34,35% da faixa etária.

Entretanto, a vacinação infantil nas capitais tem avanço desigual, falhas de registro e atraso nos dados. Sendo assim, as estatísticas podem estar fora da realidade.

*Foto: Divulgação