Sindicato dos petroleiros garante abastecimento durante greve

Greve da categoria foi motivada por descumprimento de cláusulas do acordo coletivo de trabalho com a Petrobras

Iniciou nesta segunda-feira (25), a greve de cinco dias dos petroleiros em todo o Brasil. No estado do Pernambuco conta com adesão de 90% a 95% dos 500 profissionais, de acordo com o Sindicato dos Petroleiros de Pernambuco e da Paraíba (Sindpetro – PE/PB). Mesmo com a paralisação, a população não será afetada pela falta de abastecimento, que incluem combustíveis e gás de cozinha, conforme afirma Rogério Almeida, coordenador geral do sindicato.

“Não haverá desabastecimento de combustíveis, até porque há um estoque apesar de estarmos parando a produção. Estamos dispostos a negociar com a empresa para manter a produção e negociar uma possível redução de cargas. Estamos querendo conscientizar os trabalhadores e a população sobre os malefícios da possível saída da Petrobras do Estado.”

Encerramento da greve

Já a previsão de encerramento da greve está marcada para as 23h59 desta sexta-feira (29). Entre os motivos que culminaram na paralisação dos petroleiros está o fato do descumprimento de cláusulas do acordo coletivo de trabalho com a Petrobras, que diz respeito aos efetivos da estatal e ao uso de metas para efeito de bonificação dos empregados.

Mesmo que tenha uma decisão do TST (Tribunal Superior do Trabalho) que impede a greve, a mobilização permanece por boa parte dos petroleiros. A solicitação de impedimento veio da Petrobras, que acredita que a paralisação possa prejudicar o abastecimento nacional de combustíveis. O entrave já vinha desde setembro, quando acordo entre estatal e petroleiros havia sido rejeitada, relembre aqui.

Atos

No decorrer desses cinco dias, o sindicato deve fazer atos com funcionários na Refinaria Abreu e Lima (Rnest), situada em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife. Além disso, também haverá ações na Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope), para realização de doação de sangue. Sobre isso, Rogério explica:

“As doações fazem parte das deliberações sociais da greve. Por ser a semana do doador de sangue, os petroleiros estão fazendo uma campanha para darem seu sangue pelo Brasil. Durante a semana, os petroleiros de todo o País vão fazer as doações”.

Ações de privatização

Em texto divulgado à imprensa na última sexta-feira (220,l a Petrobras anunciou que começou a primeira etapa de negociações de ativos em quatro refinarias do país, o que inclui também a Abreu e Lima:

“Essa operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da companhia, visando a geração de valor para os nossos acionistas”.

A Refinaria Abreu e Lima está situada às margens da PE-60, e possui capacidade para processar 130 mil barris de petróleo por dia, o que compreende 5% da capacidade total de refino de petróleo do país. Além da Rnest, também deverão entrar na lista de privatizações as refinarias de: Landulpho Alves, na Bahia; Presidente Getúlio Vargas, no Paraná; e Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul.

Fonte: Folha de Pernambuco

*Foto: Divulgação / Heudes Régis – Acervo JC Online